Iconografia



ICONOGRAFIA  DA CASA DE JUVENAL GALENO 

Caro Internauta,

Criamos  a seção de ICONOGRAFIA, que são fotos colhidas ao longo dos anos sem as devidas identificações realizadas na Casa de Juvenal Galeno, caso você identifique algumas personalidades que se fizeram presentes a certas solenidades, o título do evento e o ano, por favor, entre em contato conosco pelo telefone (85) 3252-3561 ou pelo Email: bibliocjg.monteiro@gmail.com
Agradecemos o envio de suas informações.

 Residência da família Galeno 1886

 
Frontispício da Casa de Juvenal Galeno.



27/09/1895 – 59 anos de Juvenal Galeno
Homenagem da Padaria Espiritual fez à Juvenal Galeno outorgando o
Diploma de Padeiro-Mor Honorário,
 às 19h30 da noite, na Casa de Juvenal Galeno. Ao grupo da Padaria Espiritual incorporaram-se  o  Dr. Justiniano de Serpa, da Academia Cearense de Letras, João Perdigão, do Instituto Histórico e Luiz Barreiros, da Mina Literária do Pará. Waldemiro Cavalcanti saudou-o em nome da Padaria Espiritual e fez-lhe entrega do diploma. Discursaram Antonio Sales, Justiniano de Serpa, João Perdigão dentre outros literatos. (Fonte: O Pão da Padaria Espiritual, 1/10/1895).


Juvenal Galeno da Costa e Silva

27 de setembro 1919 - Fachada da Casa de Juvenal Galeno, fundada em Fortaleza, Ceará,
pela Dra. Henriqueta Galeno, filha e secretaria do poeta das "Lendas e Canções Populares".


Henriqueta Galeno




Henriqueta Galeno - Gestão 1919/1964
Henriqueta Galeno
Júlia Galeno

Júlia Galeno



1919 - Fundação do  Salão Juvenal Galeno. Um detalhe do Salão Juvenal Galeno, quando ainda vivia o maior poeta popular do Brasil. Seus versos mais famosos encontravam-se escritos nas paredes artisticamente decoradas com motivos regionais.

Salão Juvenal Galeno

No interior da Casa Juvenal Galeno as beletristas da Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno.

 

27/09/1920 - Inauguração, às 9 horas da manhã, da Rua Juvenal Galeno,
 pelo prefeito Godofredo Maciel e com discurso de João Viana e Claro de Andrade.

Público por ocasião da solene inauguração da Rua Juvenal Galeno, em Fortaleza.


1936 - Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
1936 - Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
 Começo da década de 1920 - Sessão Solene no Salão Juvenal Galeno, precursor da atual "Casa de Juvenal Galeno".


 Aspecto parcial do público presente à inauguração do salão principal da Casa de Juvenal Galeno a 6 de dezembro de 1936. Vemos, na ala esquerda, na primeira fila, o General Eudoro Correia, diretor do Colégio Militar e o Cônego Quinderé. Na segunda fila, junto a um menino, o juiz Antônio Galeno da Costa e Silva, pai de Nenzinha, Alberto e Antônio Galeno. Na primeira fila da ala direita, ao centro, o Governador Menezes Pimentel. E, de pé, junto à porta , Henriqueta Galeno.
 30 de setembro 1936 - Inauguração da Herma de Juvenal Galeno, na Praça Visconde de Pelotas.. Discursando, Perboyre e Silva. Atentos ao discurso, na primeira fila, o Governador Menezes Pimentel e o Prefeito Raimundo de Araripe.

29/09/1957 - Juvenal Galeno foi proclamado
 Patrono dos Operários Cearenses,
 quando da concentração de trabalhadores, filiados à Federação Operária, na Praça da Bandeira, em frente à herma do glorioso vate.
Herma de Juvenal Galeno, obra artística de Celita Vaccani, atualmente ornamentando o
 Salão Alberto Galeno.


Engenheiro Antônio Santiago Galeno e Maria Neysa Bezerra Gurgel Silva Rosas






 Os jangadeiros cearenses homenagearam a memoria de Juvenal Galeno no 30º dia de sua morte, promovendo tocante solenidade em plena praia de Iracema. A gravura acima mostra um aspecto dessa grande festa, vendo-se as jangadas em fila de velas abertas em reverência ao seu imortal glorificador.(Correio do Ceará,3/03/52)
10 de maio 1936 - Homenagem prestada à memória de Juvenal Galeno, realizada pelos pescadores e jangadeiros cearenses ao seu eterno cantor. Discursaram Audifax Mendes, José Carvalho, Mário de Andrade, Filgueiras Lima e Napoleão de Menezes. O momento culminante do espetáculo, sem dúvida o coro de duzentas vozes infantis entoando o hino Juvenal Galeno, com versos do poeta Napoleão de Menezes e música de Silva Novo.


             


 Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas frequentemente na
Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência o Governador Faustino de Albuquerque.

 Escritores Ernando Uchôa e Eduardo Campos em acontecimento
cultural na Casa de Juvenal Galeno.

 1953 - Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas frequentemente na
Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência o Gal. Onofre Muniz Gomes de Lima.

 Inauguração da Galeria dos poetas Cearenses a 27 de setembro de 1952. Presentes, à primeira fila, o Governador do Estado, Raul Barbosa, o Comandante da 10ª Região Militar, General Edgardino Pinto, o Prefeito Paulo Cabral, o Secretário de Educação Valdemar Alcântara, o Monsenhor Quinderé, o escritor Gustavo Barroso e o médico Florival Seraine, todos atentos ao discurso de Filgueiras Lima.
27/09/1952, é inaugurada, às vinte horas, a Galeria dos Poetas Cearenses, no Salão Principal.  A referida Galeria, composta de trinta e uma telas a óleo, homenagem do pintor e poeta Otacílio de Azevedo a seus irmãos poetas.
                                            
                   
                                                                              FOTO 3
                                                                         FOTO 4
                                                                                FOTO 5
FOTO 6
FOTO 7


                                                                        FOTO 8
                                                                        
                                        Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno

                                                                        FOTO 10
                                                                         FOTO 11
                                         Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno

                 Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
 frequentemente na  Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência
o Governador Faustino de Albuquerque.

                               
FOTO 14
                                                                 

                                                                            FOTO 15
                                                                        FOTO 16

                                                          
                                                                         FOTO 17

  Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
  frequentemente na  Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua
presidência o Governador Faustino de Albuquerque.
   Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
  frequentemente na Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua
presidência o Gal. Onofre Muniz Gomes de Lima.
 
 
 



                                                                              FOTO 20
Henriqueta e Nenzinha Galeno


Literatos Carlyle Martins, Rizete Cabral e Júlia Galeno


Literatos César Coelho, Carlyle Martins, Rizete Cabral e Júlia Galeno.
 
                                                                          FOTO 21
Historiador Raimundo Girão na Casa de Juvenal Galeno


Nenzinha Galeno, Rizete Cabral Eduardo Campos, Monsenhor André Camurça e várias personalidades.

Exposição da artista plástica Lúcia Santiago Galeno, formada em professora pelo Colégio da Imaculada Conceição. Abstracionista e Cubista. Conseguiu o primeiro Lugar no 1º Salão dos Novos, em 1952. No Salão de Abril de 1953, o segundo lugar. Medalha de Bronze, em 1954, e Medalha de Prata, em 1955.
Literatos Francisco  Ernando Uchoa Lima, Eduardo Campos e Nenzinha Galeno.

                                                                         FOTO 23


                                                                          FOTO 24
  Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
 frequentemente na Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua
presidência o Gal. Onofre Muniz Gomes de Lima.

                                                                     FOTO 26
                                                                            FOTO 27

                                                                         FOTO 28
FOTO 29
                                                                       FOTO 30
                                           Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
                                                                         FOTO 32
                                   Historiador Raimundo Girão na Casa de Juvenal Galeno

Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
                                          Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
                                           Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
                                            Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
FOTO 38
                                                                          FOTO 39
                                           Aspecto parcial do Auditório Henriqueta Galeno
Público presente à Casa de Juvenal Galeno.
FOTO 41
A Casa de Juvenal Galeno em dia de festa literária. A foto acima, que é antiga, apresenta
 na primeira fila, à esquerda,  Nenzinha e Antonieta Galeno, netas do poeta Juvenal Galeno.
                                                                            FOTO 42
                                                Público presente à Casa de Juvenal Galeno.
                                                                          FOTO 44
                                                                        FOTO 45
                           30/03/1952 - Conferência  de Gomes de Matos sobre o ""Padre Cícero
                              e o Fanatismo do Juazeiro" realizada no Auditória Henriqueta Galeno.
                                                                 FOTO 46
FOTO 47
                                                                       
                                                                           FOTO 48

                                                                    FOTO 49


                                                                     FOTO 49.1



FOTO 50

Filgueiras Lima  na Casa de Juvenal Galeno
 
Cândida Galeno (Nenzinha) - Gestão 1964/1989

 
 
 
 
 

                                                                          FOTO 52

                                                                           Carlyle Martins

                                                                       FOTO 54

                                                                         Albaniza Sarasate
FOTO 56

Uma roda de intelectuais na Casa de Juvenal Galeno por ocasião da visita, ao Ceará, do escritor Mozart Monteiro. Sentados, da esquerda para direita, Hildebrando Araújo, Otacílio Colares, Dolor Barreira, o homenageado, Raimundo Girão, Albano Amora e Luís Sucupira. De pé, da esquerda para direita, Nenzinha, Conceição de Sousa e a poetisa Marilita Pozzoli.
                                                                           FOTO 57

    Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
  frequentemente na  Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua
 presidência o Prof. Mozart Monteiro.
 

                                                                 FOTO 59
                                                                         FOTO 60
FOTO 61

                                                                         FOTO 62
FOTO 63
Evento cultural na Casa de Juvenal Galeno: Governador César Cals, a primeira dama do Estado Marieta Cals, Nenzinha Galeno, Eduardo Campos e outras personalidades do meio literário.

                                                     

                                  Nenzinha Galeno, Mozart Monteiro e Eduardo Campos no
                                              Salão Nobre da Casa de Juvenal Galeno.




           A Beletrista da Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno Risete Cabral, Carlyle            Martins,Secretário de Cultura do Estado Ernando Uchoa e outras personalidades do meio literário.



                                                         Ernando Uchoa e Eduardo Campos


                           Marilita Possoli, Oscar Moreira,Ernando Uchoa e Eduardo Campos


                                                                          FOTO 69


               Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas frequentemente na
         Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência o Secretário de Cultura Ernando Uchoa.
 Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas
frequentemente na Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência
 o Secretário de Cultura Ernando Uchoa.



                                                           Nenzinha Galeno e Risete Cabral
                                                   Secretário de Cultura Joaryvar Macedo


                   Rizete Cabral, Albaniza Sarazate em evento cultural na Casa de Juvenal Galeno.


                                                                        FOTO 75
                                                                     FOTO 76


                                                                         FOTO 77  
                                                                          FOTO 78

                                                                   FOTO 79   




                                                                   FOTO 80


                                                                      FOTO 81
                                                                     FOTO 82

                    Rizete Cabral, Albaniza Sarasate, Prof. Mozart Monteiro e Nenzinha Galeno.
                                                                            Albaniza Sarasate
                                                                          FOTO 85



                                                                             FOTO 86
Aspecto de uma das mesas que presidem as sessões realizadas frequentemente
 na  Casa de Juvenal Galeno, vendo-se na sua presidência o
Secretário de Cultura Ernando Uchoa.
Governador César Cals e a primeira Dama Marieta Cals.
 Público presente à Casa de Juvenal Galeno.
 No interior da Casa de Juvenal Galeno os intelectuais Otacílio Colares, Renato Braga, Cruz Filho, Nenzinha e Eduardo Campos  posam para posteridade quando da conquista, pelo poeta canindeense, do principado da poesia cearense.
 
22/Janeiro/1960
Fonte:Revista do Instituto do Ceará (Histórico, Geográfico e Antropológico) - 1980
Recepção, na Casa de Juvenal Galeno, ao escritor cearense, Mozart Monteiro, que foi saudado por J. C. Alencar Araripe.


Flagrante do lançamento do livro "Atire a Primeira Flor", da poetisa Marilita Pozzoli, na Casa de Juvenal Galendo, em 27.09.1973. Da esquerda para a direita: trovador e cronista César Coelho, Francisco Rocha, Carlyle Martins (Presidente da União Brasileira de Trovadores(UBT) seção de Fortaleza, a autora do livro, trovador Zelito Magalhães, declamador Fernando Agostinho e o publicitário Osvaldo Figueiredo. 


Imagem inline 1

1ª Noite das Violas -  31-07-1967

 2ª Noite das Violas - Cantadores Severino Pinto (esq.) e Simplício Pereira tricam repentes em "Noite das Violas" na Casa de Juvenal Galeno. Atrás (de óculos e gravata escura) o jornalista Zelito Magalhães.
 No interior da Casa de Juvenal Galeno o Governador Adauto Bezerra
 e seu irmão Humberto.
27/09/1975 - O Governador César Cals concede à Casa
de Juvenal Galeno a mais alta comenda do Estado:
A MEDALHA DA ABOLIÇÃO.




xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Carneiro Portela e Albaniza Sarasate na Casa de Juvenal Galeno.


27 de Setembro 1984
Fonte:Cronologia Ilustrada de FORTALEZA - Nirez
1984 - setembro - 27 - A Prefeitura Municipal de Fortaleza - PMF faz entrega à Casa de Juvenal Galeno, do busto do poeta Juvenal Galeno, que fora retirado da Praça Clóvis Bevilaqua e recolhida ao depósito da Prefeitura. Hoje encontra-se no Salão Alberto Galeno daquela casa de cultura.

Homenagem à escritora Rachel de Queiroz, pela concessão da
Medalha Boticário Ferreira, da Câmara Municipal de Fortaleza.
A noite das Violas, uma das muitas atividades da cultura popular
que a Casa mantém até hoje.
Nenzinha Galeno e Barros Pinho.

Alberto Galeno  - Gestão 1989/2005

 
Escritores Claúdio Pereira e Alberto Galeno.
Desembargadora Gizela Nunes da Costa, Alberto Galeno, Jornalista Lustosa da Costa e o literato José Luís Araújo Lira em acontecimento cultural na Casa de Juvenal Galeno.
FOTO 89 

 
 Reunião festiva da ALA Feminina da Casa de Juvenal Galeno.
FOTO 90


 Os intelectuais Alberto Galeno e Matusahila Santiago em acontecimento cultural na Casa de Juvenal Galeno
FOTO 91
A Escritora Rachel de Queiroz, Alberto Galeno e o Presidente da Academia de Letras dos Munícipios do Estado do Ceará - ALMECE, o literato Francisco Lima Freitas.

Lançamento do livro infantil: "Histórias da Tia Nete" de Francinete Azevedo - Beletrista da ALA Feminina da Casa de Juvenal Galeno.
FOTO 93

 FOTO 94


Flagrantes de reuniões realizadas na Casa de Juvenal Galeno.

Patativa do Assaré que marcado pelo encontro com seu poeta maior nos verdes anos, 
quis nesta Casa receber a Medalha do Abolição das mãos do Governador Ciro Gomes.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Flagrante apanhado na Casa de Juvenal Galeno. Primeira fila, da esquerda para a direita: poeta Waldir Rodrigues, poetisa Giselda Medeiros - Princesa dos Poetas do Ceará - escritor josé Batista de Lima e Alberto Galeno ( 27/09/2.001, nas comemorações do 82º aniversário da Casa de Juvenal Galeno).
 Presidente da Academia de Letras e Artes do Estado do Ceará, 
jornalista Zelito Magalhães em acontecimento cultural na Casa de Juvenal Galeno.
Literatos Alberto Galeno e Juarez Leitão.
Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará - ALMECE