sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Biblioteca Virtual

  

A Casa de Juvenal Galeno

Homenagem aos 94 anos


Tem casa que é importante

Para a nossa cultura

Pois a sua desenvoltura

É de um modelo atuante

E lembro nesse instante

De uma casa especial

Que em nossa Capital

Nos dá muita alegria

Digo agora em poesia

É a Casa de Juvenal.



E foi Juvenal Galeno

Uma figura famosa

Escritor de verso e prosa

De espírito leve, ameno

Que serviu de modo pleno

À cultura estadual

Hojé é nome universal

Pois deixou uma riqueza

No centro de Fortaleza:

A Casa de Juvenal.

01

É uma casa decente

Que recebe a Cultura

Artes e literatura

Do passado e do presente

Juvenal ficou na mente

Por ser gente especial

Uma reserva intelectual

Que preservou a Memória

Se quiser saber da história

Vá à Casa de Juvenal.



É o palco do artista

A Casa do Cantador

Residência do escritor

O salão do repentista

O teto do cordelista

E do grupo tradicional

Quem trabalha o regional

Tem ali o seu assento

Por isto não falta evento

Na Casa de Juvenal.

02

Veja, lá em toda parte

Há quadros, velhos retratos

Pinturas, louças e pratos

Alem de objetos de arte

Juvenal, o baluarte

De uma cultura original

É lembrado de forma tal

Que ainda hoje se sente

Que Galeno está presente

Na Casa de Juvenal.



É Patrimônio importante

Da Cultura nordestina

A Casa que nos ensina

Uma matéria relevante

Um ensino que é constante

Para a educação formal

E não querendo ser boçal

Ou melhor do que ninguem

Mas somente o Ceará tem

Uma Casa de juvenal.



03



É um Patrimônio, portanto

De rico e grande valor

Antonio que é o diretor

Sabe da importância o tanto

Trabalha lá em seu canto

Firme como um general

Já criou até um portal

Que presta um bom serviço

Que é este seu compromisso

Com a Casa de Juvenal.



É uma casa que admiro

Por ter um porte elegante

Eu que sou um estudante

E por lá dou sempre um giro

Entro nela e confiro

Que é uma casa original

Rancho de um intelectual

Escritor que ganhou fama

E a sua casa a gente chama

De Casa de Juvenal.

04


A Casa, eu vejo bem

Esta sempre preservada

E merece ser conservada

Pelo acervo que tem

E o diretor também

Faz um esforço pessoal

Pra manter o essencial

Desse equipamento nobre

E a cultura se desdobre

Na Casa de Juvenal.



A Casa é um presente

Da cultura para o povo

Pois alí o velho e o novo

Encontram-se diariamente

Por isto não falta gente

Em visitação geral

O artista profissional

O amador ou iniciante

Têm presenças marcantes

Na Casa de Juvenal.

05


É a Casa que imbute

Cultura em nossa cabeça

Porém, leitor não esqueça

Leia mas também escute

Que é graças à Secult

Do governo estadual

Que dá o apoio oficial

E ajuda nessa seara

Sendo a força que ampara

A Casa de Juvenal.



São diversas as ações

Que a Casa apoia sem falha

É a Casa que agasalha

Quase vinte associações

Elas fazem reuniões

Mensais e com certeza

Digo com toda franqueza

Por tudo que representa

É a casa que movimenta

A Cultura em Fortaleza.

06


Na Casa eu entro e saio

A porta está sempre aberta

Lá a cultura se oferta

No ano de maio a maio

Na Rua Gereral Sampaio

Que é larga e bem central

É a rua principal

Conhecida e muito antiga

É a artéria que abriga

A Casa de Juvenal.


Como um editorial

Escrevi este folheto

Cujo assunto eu remeto

À Casa de Juvenal

Vou fazer ponto final

Mas continuar nos planos

Pesquisar neste oceano

De cultura tão seleta

Agora que a Casa completa

Seus noventas e quatro anos.


07

Dou portanto os parabens

A Casa e ao Antonio

Galeno que leva o sonho

De manter todos os bens

Ele que preserva os genes

Dos Galeno e como tal

Tem o compromisso real

De preservar o legado

Esse espaço que é sagrado

A Casa de Juvenal



É bom mesmo se conhecer

O trabalho honesto e sério

Desmedido e com critério

Como ali a gente vê

O seu diretor fazer

Como um soldado, alerta

Antonio é a pessoa certa

Temos sorte em tê-lo

Pois não fosse o seu zelo

A Casa não estava aberta.


08


 





CONVITE

O Diretor da Casa de Juvenal Galeno, Antônio Santiago Galeno Júnior, convida para Solenidade Comemorativa dos 94 anos de fundação da Casa. Na ocasião serão homenageados várias personalidades por seus contributos e inestimáveis serviços prestados a este Sodalício.

Data: 27 de setembro 2.013

Local: Casa de Juvenal Galeno

Hora: 18h

Traje: Esporte fino




 Local: Casa de Juvenal Galeno



 8 de janeiro de 2013 - Casa de Juvenal Galeno



Com o intuito de divulgar e difundir a Casa de Juvenal Galeno, a Diretoria desta Casa está digitalizando livros referentes a trajetória desta instituição durante esses 93 anos de vida eficiente e fecunda em prol das letras e de todos os movimentos culturais e artísticos que têm surgido no Ceará.

O que é a Casa de Juvenal Galeno
Inventário dos Bens Móveis da Casa de Juvenal Galeno
Anais da CJG 1949
Anais da CJG 1958
Henriqueta Galeno no Congresso Feminino
Mulheres Admiráveis
Crepúsculo Iluminado
Ritos Fúnebres (no interior cearense)
Nossa Nenzinha
A Memória dos Cabeças-chatas
Território dos Coronéis
Sob o Signo do Macaco (contos)
Seca e Inverno nas "Experiências dos Matutos Cearenses"
Padres e Soldados no Folclore Cearense
A Praça e o Povo
A Cozinha dos Cabeças-chatas

Nenhum comentário:

Postar um comentário